minimalismo

Vanities

A pessoa fica uma semana longe e quando volta é com post meio preguiça… isso é o que procrastinar todas as coisas do universo durante o feriado faz com você.

Enfim, se tem uma coisa que eu tenho gostado muito nas últimas coleções é esse clima mais “adulto”, em que tudo parece chique e sofisticado e achei que é bem esse o espírito desse editorial pra Io Donna

Monocromático fica uma coisa linda com brilho (esse vestido preto comprido é Marc Jacobs, a Nicole Richie usou um parecido no baile do Met do ano passado e eu dou um dedo por ele)

As duas modelos da direita mostrando como minimalismo pode ser muito legal

As texturas, o brilho, essa cara de roupa quentinha. Quero muito usar esses tricôs enormes e gostosos.

Não tenho ideia de onde é o vestido da segunda moça da direita pra esquerda, mas sei que eu quero.

Essa saia dourada é tipo a síntese do tal downtown lady (meio madame, meio moderna) e o vestido preto e branco minimalista ❤

E brincos de Edie Sedgwick pra terminar.

[Editorial da Io Donna, não sei o mês, fotografado pela Catherine Servel]

Anúncios

Formato Mínimo

Eu sou uma pessoa com tendência a obsessões, haha, Lars Von Trier, Adele, delicadezas e minimalismo. Nessa de minimalismo semana passada eu escolhi esse vestido, que é o mais “simples interessante” que eu tenho, o modelo em A e os recortes deixam o vestido interessante com o mínimo de elementos possíveis. Para combinar, sapato vermelho porque achei que lembrava meio Jill Sanders, linhas simples, mas cores saturadas e coque baixo estilo desfile da Chloé.

[Vestido: Hering/Sapatilha: Melissa/ Brincos: 284]

Careless Love

Post da preguiça patrocínio do seminário de Introdução à Pesquisa, haha.

Na verdade, além de tudo que é obviamente feminino eu tenho gravitado um pouco em torno desse minimalismo “leve” dos desfiles de primavera do hemisfério norte, essa coisa de poucas formas, poucas (mas fortes) cores e um senso de “descomplicar a moda”. Achei esse editorial da Sure não exatamente minimalista, mas bem nesse estilo sem esforço

Adoro o contraste do vestido feminino com o casaco utilitário e os sapatos pesados

Eu sei que a proposta é outra, os tecidos são vaporos e tal, mas achei bem Jill Sanders essa saia colorida com a camiseta branca (eu gosto muito!) e essa maquiagem é muito linda.

Parka e botas tipo combate, mas a cor e as meias deixam bem feminino.

Tenho um blazer bem dessa cor, adoro como só de mudar a cor de uma peça você muda toda a mensagem dela.

Mais contraste entre a saia bem feminina, a blusa meio street e a jaqueta militar.

Cor! Como uma peça básica vira incrível só de você trocar a cor. E vai bem com toda essa “brancura” do minimalismo

Quero esse casaco agora pra usar com a unha vermelha igualzinha a dela! Morri, sem mais.

Adoro essa cor com preto, é a combinação perfeita pra leve com pesado, feminino e masculino, etc

Enfim, acho que vou grudar na porta do armário pra me lembrar todo dia de ser o mais simples possível e interessante nos contrastes.

[Editorial da Sure Magazine, não sei de que mês, se alguém souber ler coreano fique a vontade pra me informar/ Modelo: Sasha Pivarova/ Fotógrafo: : Olaf Wipperfürth]

[Título do post fornecido por Camera Obscura]

Acne

Ultimamente eu ando muito no espírito dessas marcas minimalistas modernas estilo “me enfiei no que vi, e saí de casa linda”. Eu gosto dessa ideia de uma moda confortável, sem esforço, que tem a ver com passear por aí em tardes de sábado, sabe? roupa pra viver dentro, pra se preocupar com outras coisas. E sim, eu sei que elas custam uma fortuna, mas ainda assim, é um espírito de despretensão que eu gosto muito.

Dentro disso, uma das minhas marcas favoritas é a Acne (deve ter a ver com a atual obsessão por tudo que vem da Suécia), inclusive responsável por 15 minutos torturantes na loja deles no SoHo, que eu fiquei olhando tudo que eu não podia ter, bleh, inclusive aqueles sapatos geniais com plataforma dentro.

adoro como o styling em si é bem simples, mas a saia muda tudo.

de novo, a saia genial muda tudo. Eu amo esse casco grande demais meio caído, é uma coisa meio “sexy-Jane Birkin”

mais “peguei a primeira roupa que eu vi” eu adoro também essa cara um pouco de menina comum, com o cabelo desarrumado, que as modelos tem aqui.

direto da Suécia para o meu ano novo!

de novo: direto da Suécia pro verão em São Paulo (ou pro seu ano novo né, vai que)

eu gosto de várias coisas nessa roupa: o monocromático divertido (eu não gosto muito de cores, mas as modelos ficaram tão lindas com esse vermelho que eu quero tentar!), o contraste do vestido com a blusa e o brinco em uma orelha só.

party-girl moderninha (eu quero esse vestido agora!)

só porque eu ainda gosto dessa coisa meio do rock, meio Kate Moss (e a calça é a mesma de várias outras marcas, mas a pegada é toda outra)

Imagens do Style.com, desfile primavera/verão 2011 da Acne