Coisas que aprendi na Turquia – o final

1- Turcos são farofeiros. Muito. O farofeiro turco médio é equivalente ao farofeiro domingo de feriado na Martins de Sá no Brasil. Se você não sabe o que isso significa, sorte sua por não ter crescido em São José dos Campos.

2- A H&M de Istanbul achou uma boa ideia ficar no shopping Osasco. E as duas retardadas acharam uma boa ideia ir até lá.

3- Existem águas-vivas no Bósforo. Gosto de achar que a poluição vai torna-las mutantes comedoras de pizza com nomes de pintores renascentistas.

4- Mussaka não tem nada a ver com a mussaka brasileira e eu não sei fazer uma piada sobre isso.

5- Atravessar a rua é algo tipo pega na mão de deus e vai. Se há algo que me faz levemente contemplar a possibilidade de existência de deus é não ter morrido atropelada aqui ou no Cairo.

6- Está tendo um festival da Coreia em Istanbul. Já disse que esse país não faz sentido?

7- Bagdá é a capital do Iraque. Sim, fomos para a escola, boas escolas inclusive. Sim, tivemos geografia. Passamos em bons vestibulares, em boas posições. Não sabíamos disso.

8- O chamado pra reza das mesquitas é dessincronizado. Você passa uns dez minutos ouvindo todas as mil mesquitas ao redor.

Acabou. Sinto falta de um país que faça sentido, mas ainda assim não estou pronta para voltar. Algo a ver com coisas que eu não quero lidar, talvez, quem sabe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s