Começo do fim

Esses dias fez calor. É engraçado, porque na verdade eu não gosto de calor. Eu prefiro botas a sandálias e gosto dos meus vestidos com meia preta e jaqueta de couro. Mas cada vez que começa a escurecer mais tarde e eu tenho certeza que o inverno acabou eu fico um pouco mais feliz.

Verão me lembra adolescência, aqueles dois meses infinitos em que a vida se resumia a ir na piscina, ver todos os filmes no cinema e aprender a beber. Verão me dá vontade de ouvir Belle and Sebastian e lembrar de como eu andava de bicicleta com o vento no meu cabelo e de todos os filmes estúpidos vistos no sofá da casa dos outros.

Ainda que não seja mais assim, o fim de setembro vai anunciando coisas legais: shows e mostra em outubro, pequenas fugas (esse ano uma até grande) em dezembro e depois janeiro, quando aquele calor sufocante chega em São Paulo e a gente senta em bares no fim do dia, ainda claro, e perde a noção de que ainda é um dia de semana.

Além disso, quase sempre ano novo (o judaic0) vem junto com o calor. Eu raramente faço algo além de distribuir docinhos pras pessoas, mas ainda assim é um dos meus dias favoritos do ano só pela sensação de otimismo e novidade e só pela doçura que o próprio feriado pede.

Eu gosto quando o inverno vai acabando e chega isso que a gente carinhosamente chama de primavera (e na verdade é só um verão com casaquinho de noite) porque me lembra do ano acabando, das coisas podendo ser diferentes. Amanhã eu troco a cor do cabelo e começo a tentar acabar esse ano.

Anúncios

1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s