Expresso do Oriente

Ontem a Chanel desfilou a coleção de pré-outono (sério? daqui a pouco vão ter 10 coleções diferentes ao ano) que foi inspirada no Império Bizantino, uma gente que gostava de muita cor, muito ouro e muito exagero. Aí que eu fui ver a coleção e ela é muito vida real! Quer dizer, tão vida real quanto um desfile da Chanel pode ser… e um pouco menos vida real que aquela coleção resort com as modelos descalças em Saint-Tropez (posso fazer em Búzios e achar que sou modelo da Chanel?), mas enfim, apesar de ser muito, muito lindo, quase tudo é meio que adaptável.

Sério… pega seu legging tipo American Aparel um blazer com botões dourados e faz um cabelo festivo, pronto.

Audrey Hepburn fez uma visita… (ou uma capa preta com broche da sua vó)

Uma das coisas que eu mais gosto do Karl Lagerfeld na Chanel é como ele moderniza coisas com fama de clássicas, se eu batesse o olho nessa menina na rua ia dizer que ela gosta de Smiths e olha que ela tá usando tweed, uma das coisas que pode ser mais chata da vida. Eu gosto disso porque por mais que hoje quase todo mundo associe a marca com clássicos a Coco Chanel era tudo menos clássica e muito pouco a favor da tradição.

Só porque eu achei fino (e sexy)

Eu amei esse vestido! Mas de novo, é uma ideia linda, mas bem simples.

Morri com essa cor. Nada mais a declarar.

Ok, esse não é vida real. Mas eu achei o mais bizantino de todos: veludo, ainda azul marinho, com dourado, bordados e esse colar. A princesa da Idade Média mandou dizer que morreu de inveja.

Eu quero agora! Esse vestido é tão chique e tão leve e despretensioso.

Morri com a cor e a modelagem meio anos 20.  Juro que se eu fosse o figurinista do Grande Gatsby encomendava um desse agora pra Carey Mulligan usar.

Skinny roxa e blazer luxo (minha mãe tem um blazer luxo, hehe…)

Mais um bem lindo e bem passarela… (a bolsa, a bolsa!)

Lurex e sandália baixa pra usar de dia ou  em noite de verão (tem uma cara meio Missoni né? mas enfim…)

“Sou tão fina que faço essa cara de desprezo pra você”

Achei que foi a escolha perfeita de modelo, porque a roupa é clássica, mas o cabelo e o rosto dela dão um ar meio rock.

Só porque eu achei esse vestido uma das coisas mais lindas que eu já vi e porque a modelo tá sorrindo (uau!)

Audrey Hepburn vai a balada.

Edie Sedgwick encomendou esse pra festa de fim de ano do além (se eu pudesse ter uma peça dessa coleção era essa, eu sou tão 60’s wannabe)

ok Lagerfeld, sua Bizâncio é muito mais linda que a original (e eu fiquei totalmente obcecada com dourado desde o último desfile da Rodarte)

Mas fácil de imitar mesmo é a maquiagem: sombra dourada, delineador enorme, batom nude-apagado e uma headband bonita (estou procurando uma desde já, se alguém achar…)

Ah sim, o que eu achei mais legal de tudo foi a matéria no site da Nylon sobre o desfile chamar Young Turks! (eu disse que é minha revista favorita)

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s